MADEIRAS RESUMO HISTÓRICO

Desde o aparecimento do homem sobre a terra até aos nossos dias, a técnica e a arte de trabalhar a madeira tem evoluído desde o processo manual e primitivo, até à vasta e engenhosa indústria moderna. A madeira esteve sempre  ao alcance do homem desde os tempos remotos. A imaginação deste soube tirar proveito dela para a execução de inúmeros objectos e produtos. Foi um dos primeiros materiais utilizados pelo homem; para sua defesa (como arma ou fazendo parte dela) para se aquecer, cozinhar, para a iluminação, nos primeiros abrigos, nas primeiras jangadas e barcos... Com o aproveitamento da pedra polida e de gume bem cortante, o homem começa a utilizar a madeira para edificar as cabanas e choupanas, constituídas de paredes de ramos entrelaçados, rebocados ou não, com terra argilosa. Mais tarde, constrói as paredes com pedra ou tijolo cozido ao sol, aplicando a madeira na sua cobertura, nas portas e janelas e na decoração interna e externa.A evolução trás novos materiais, mas a madeira e seus derivados continuam a ser usados em larga escala.Nos nossos dias, além de material de grande utilidade, ela é a fonte de muitos produtos usados na indústria; óleos essencias, colas, resinas, tintas, ácidos, etc. E sobre tudo na obtenção do papel, grande responsável pelo avanço da Civilização.

A ÉPOCA DO ABATE DE ÁRVORES

A época própria para o abate das árvores é compreendida entre o começo do Outono e o começo do Inverno. Nestas estações, tanto a vegetação como a circulação da seiva são quase nulas.

FAZES DE TRANSFORMAÇÃO DA ÁRVORE 

A primeira operação e o abate da árvore, que como se disse, é feito na altura própria e quando as árvores já estão com o tamanho e diâmetro de tronco suficientes para fornecer uma boa madeira.Depois do destaque, as árvores são transportadas para a serração. Na serração os troncos de árvores são colocadas ao ar livre, uns sobre as outras, sobre custaneiras (troncos de árvores de fraca qualidade) para uma primeira secagem.

 A SECAGEM

Consiste em eliminar a água da madeira, a fim evitar variações de dimensões, obter maior resistência e evitar a putrefacção.

OS MATERIAIS

Imagine-se um molho de fios de palha colados uns ao outros.Pois bem, a estrutura de qualquer tipo de madeira é semelhante a isso: um conjunto de longas células tubulares, organizadas em grupos, que formam fibras, dispostas no mesmo sentido e bem próximas umas das outras.

CLASSIFICAÇÃO DAS ÁRVORES

  As árvores dividem-se em duas classes: Resinosas e Folhosas. Resinosas – são próprias das zonas frias e temperadas, pertencem às melhores e mais apreciadas madeiras de construção pelas suas  características de trabalho e resistência mecânica. Apodrecem facilmente se não forem devidamente tratadas. Folhosas – são próprias de zonas temperadas tropicais. Pertencem às madeiras aptas também para a marcenaria derivado ao seu aspecto, acabamento e qualidade.

PROPRIEDADES E CARACTERÍSTICAS DA MADEIRA

Nem toda a madeira é igual. Cada variedade apresenta propriedades específicas. O aspecto recria em alguns pormenores como a cor e o desenho das fibras. Há madeiras muito duras e resistentes e outras mais brandas e menos resistentes. Se pegar num pouco de madeira, posso verificar que a sua estrutura é fibrosa formada por fibras.As fibras estão orientadas seguem uma direcção determinada, a que faz com que a madeira não tenha as mesmas propriedades em qualquer direcção, isto porque é mais fácil separar as fibras umas das outras no sentido dos meios do que no sentido perpendicular a eles. Esta particularidade que a madeira nos oferece exige que tenha atenção ao desenhar e ao trabalhar com ela.

PROPRIEDADES FÍSICAS

Textura características visual que cada tipo de madeira possui, atendendo á constituição dos seus elementos.HIGROMETRICIDADE – característica, que a madeira possui de absorver a água  (contração da madeira) e de a perder por evaporação (retração da madeira).COR – é a tonalidade apresentada para cada tipo de madeira (branca, rosada, avermelhada, acastanhada, amarelada)CHEIRO – é característica de alguns tipos de madeira por conterem óleos que lhe dão aroma próprio.ELEXIBILIDADE – propriedade que a madeira possui de se deixar curvar por acção de forças exercidas ao longo das fibras, sem partir.DURAÇÃO – propriedade que a madeira possui ao resistir com maior ou menor facilidade aos agentes mocivos, sem apodrecer.QUANTO Á DURAÇÃO A MADEIRA PODE SER:muito duradoira – duradoira – pouco duradoira – de mínima duração.

PROPRIEDADES MECÂNICAS

Resistência á compressão – quando a madeira está sujeita ao espaço de duas forças iguais que lhe tendem a diminuir o comprimento.Resistência á tração – quando a madeira está sujeita ao espaço de duas forças iguais que lhe tendem a aumentar o comprimento.Resistência á flexão – quando a madeira está sujeita a vários esforços ao longo do seu comprimento.Dureza – é a resistência que a madeira oferece ao ser penetrada por pregos, parafusos, brocas ou quando é trabalhada com qualquer ferramenta.

DERIVADOS DA MADEIRA

CONTRAPLACADO – é constituído por um número impar de folhas colocadas umas sobre as outras, sobre pressão, ficando a meio de cada uma dessas folhas colocadas segundo ângulos determinados é simetricamente em relação á folha central.AGLOMERADO – é feito com aparas de madeira e cola. Esta mistura é metida em grandes prensas que lhe dão uma espessura uniforme e analisam a sua superfície. Os aglomerados não servem para todos os trabalhos.CARTÃO PRENSADO – é feito de cascas de árvores misturadas com cola. Como o nome indica, é metido numa prensa, tal como o aglomerado tem cor castanho escuro e só será utilizado em lugares que não fique á vista.

OBTENSÃO DA FOLHA DE MADEIRA

A folha de madeira permite-nos dar um acabamento de acordo com o trabalho realizado. Assim tanto os aglomerados como os contraplacados podem ser folhados com folha obtida dos diferentes tipos de árvores (carvalho, castanho, mogno, cânfora e etc).

SECAGEM DA MADEIRA

A secagem da madeira tem como finalidade principal retirar-lhe a maior quantidade de água possível. A secagem da madeira pode ser feita por mais processos:NATURAL – exposição ao ar da pilha da madeira.ARTIFICIAL – madeira empilhada em estufa ou por ventilação mecânica.A secagem natural apresenta como inconvenientes.A exigência de grandes espaços ao ar livre.Secagem mais lenta não podendo a madeira ser utilizada imediatamente.A madeira é susceptível de ser atacada por fungos e insectos durante a secagem.A secagem artificial apresenta como inconvenientes.Processo de secagem muito dispendioso, economicamente.As madeiras perdem as suas características (flexibilidade, cor...) Escurece o tom das madeiras.Origina algumas manchas em certos tipos de madeira.

APLICAÇÃO DA MADEIRA

A madeira tem inúmeras aplicações, utiliza-se para o fabrico dos móveis de casa da escola na construção cívil em veículos de transporte na construção móvel indústria química, na montagen de muros de suporte das minas no fabrico de cabos das ferramentas que utiliza e ainda nos trabalhos manuais para poder realizar jogos didáticos brinquedos etc.

MADEIRAS

As madeiras de resinosas provêm de árvores coníforas e são, geralmente, madeiras brandas. A madeira de resinosas pode adquirir-se nas estâncias de madeira serrada ou aparelhada. A serrada tem as superfícies ásperas, pois obtêm-se imediatamente após o corte à serra sem qualquer outro preparo. Devido à retracção, a madeira serrada pode variar ligeiramente quanto às suas dimensões originais. A madeira aparelhada é analisada á máquina para receber depois o preparo final. A plaina reduz as dimensões.
Se for absolutamente necessário obter peças com dimensões rigorosas, deve adquirir madeira aparelhada com as medidas finais desejadas.


As madeiras de resinosas deterioram-se rapidamente ao ar livre, pelo que devem ser protegidas com produtos preservadores ou pinturas. Para estruturas de cobertura ( asnas, madres e vigas ) ou locais com humidade ou condensação, deve encomendar-se madeira de resinosas preparada quimicamente contra o apodrecimento e o ataque de insectos.
As madeiras de resinosas aparelhadas, utilizadas em pavimentos, paredes e tectos, precisam de ser protegidas contra a incrustação de poeiras, o que se consegue com um acabamento de verniz transparente.
Ao adquirir madeira, prefira a que foi submetida a um correcto processo de secagem e esteja convenientemente empilhada.

 
FOLHEADOS DE MADEIRA

O folheado obtém-se cortando toros de madeira em lâminas muito finas e vende-se em espessuras diferentes, conforme o fim a que se destina.
Se tenciona aplicar folheado, dirija-se a uma firma especializada em madeiras, onde poderá escolher o tipo e a textura das folhas que prefere.

 

TIPOS DE MADEIRA

Auodiné Carvalho flôr Carvalho liso
Castanho Cedro Eneixo
Faia Kambaia Mahoné
Moabi Mucibe Mutene
Nogueira Pau rosa Pau santo
Sicomoro Teca Tola
Umbila Undianuno listado Undianuno
Zebra Zimba Zumbica