voltar ao ínicio

 

http://Evasoes.site.vu - Evasões de um sonhador

 

Eu

Sobre mim

quem sou eu

fotografias

instante

aos olhos de alguém

Agenda

Escolhas

 

Palavras soltas

Evasões de um sonhador

Arquivos

 

Dream

Definição

Sobre os sonhos

Superstições

sonhos

signos do zodíaco

 

Gostos

Fotografia

Poesia

 

Na internet

IRC

PTnet

BRASnet

#Ðream

noticias do IRC

rapazes

raparigas

Links

arte

diversos

informação

páginas pessoais

utilidade

 

Link me

Mailing List

Livro de visitas

Fórum

Contactos

 

Estatísticas e Outros

total de visitas

 

Dream © 2004

 

.:: Domingo, Fevereiro 27

Chatos

amigas (by Jorge Macedo)


Mário Quintana dizia que 'existem duas espécies de chatos: os chatos propriamente ditos e os amigos, que são os nossos chatos predilectos'

A gente não faz amigos, reconhece-os. Sinto-me uma pessoa feliz por saber que tenho, na minha vida, chatos predilectos.

 

[ 17:22 ] por Gonçalo Trafaria · |

 

 



.:: Terça-feira, Fevereiro 22

1000i

Para quem gosta de fotografia, não pode deixar de visitar este link.

Ainda no início, tenho lá o meu Portfolio.

 

[ 22:21 ] por Gonçalo Trafaria · |

 

 



.:: Domingo, Fevereiro 20

Ditado

Nunca se justifique. Os amigos não precisam, e os inimigos não acreditam.

 

[ 23:19 ] por Gonçalo Trafaria · |

 

 



.:: Quinta-feira, Fevereiro 17

Dia Especial

Porque hoje faço anos...

o meu aniversário (img by indianchild.com)


...parabéns a mim!!!

 

[ 00:47 ] por Gonçalo Trafaria · |

 

 



.:: Domingo, Fevereiro 13

Se os corredores falassem...

Enquanto arquivava alguns documentos neste fim-de-semana, cruzei-me com um comentário feito pela minha pessoa no ano de 1999 (era eu ainda estudante universitário).

“(...) Se fizermos uma análise sobre o que podemos encontrar num corredor de hospital, somos confrontados com um pouco de tudo, pena é que no meio disto tudo, o doente, ou melhor aquele que ali se vê num ininterrupto desassossego não tenha posição naquilo que diz, pois a sua voz na grande maioria das vezes não passa de um ‘silencio sem eco’. Assim os cientistas sociais têm esbarrado na idoneidade de tentar compreender o doente, o que é deveras deplorável. A também omissão de certas doenças é muito lastimável, pois todo o tipo de doença deve ser esclarecida, deve ser desocultada de ‘silêncios, de ecos e de ruídos’. (...)”


Assim escrevia eu em 1999 sobre o drama, a esperança e a dor de tantos corredores.

 

[ 22:48 ] por Gonçalo Trafaria · |

 

 



.:: Quarta-feira, Fevereiro 9

Panorâmicas a 360º

Experimentem ver em full screen, é preciso ter o QuickTime instalado.

Aqui.

 

[ 12:47 ] por Gonçalo Trafaria · |

 

 



 

· Dream Copyright © 2004 Todo o conteúdo com direitos reservados ·