Pirates@Home

Powered by 

[Voltar à página principal do arquivo]

Protector de Ecrã Esfera Estelar de Einstein@Home

 

Traduções
English
Español
Deutsch
Russian
Français
Polish
Czech
Hungarian
O Protector de Ecrã Einstein@Home tem alguns elementos relacionados com os esforços correntes para a detecção de radiação gravitacional vinda de fontes periódicas como pulsares. O elemento primário do protector de ecrã é uma esfera celestial que mostra as constelações conhecidas, juntamente com os zénites de três detectores de ondas gravíticas. Também são mostradas as posições de pulsares conhecidos e remanescentes de supernovas, e um marcador a indicar a posição que está a ser examinada à medida que os cálculos avançam. Quando os gráficos são mostrados numa janela (e não no protector de ecrã) o utilizador pode controlar a sua visualização através do rato e do teclado.

Estrelas e constelações

A esfera que vai rodando mostra as estrelas maiores das constelações. Ao início pode ter dificuldade em reconhecer algumas das constelações, elas estão ao contrário do que está acostumado porque você está a ver do ponto de vista de fora da esfera celeste. Pode usar o rato (como descrito mais abaixo) para aproximar até dentro da esfera celeste, onde as constelações lhe parecerão como normalmente as vê no céu à noite.

 

Observatórios de ondas de gravidade

Cada um dos marcadores em forma de "L" na esfera estelar representa o zénite corrente (ponto directamente acima) de cada um dos instrumentos que recolhem os dados analisados pelo Einstein@Home. A forma em "L" vem do facto que os detectores são basicamente interferómetros de Michelson muito largos. A orientação dos detectores está correcta, mas não estão à escala.
  LIGO Hanford Observatory (LHO),
Hanford, Washington, USA, (N 46.45°, W 119.41°)
consiste em dois interferómetros, um com braços de 4km (H1) e outro com braços de 2km (H2).
  LIGO Livingston Observatory (LLO),
Livingston, Louisiana, USA, (N 30.56°, W 90.77°)
consiste em um interferómetro com braços de 4km (L1).
  GEO600,
Hanover, Germany, (N 52.24°, E 9.81°)
consiste em um interferómetro com braços de 600m.
Se tiver o relógio do sistema acertado correctamente os instrumentos serão mostrados na sua correcta relação com as estrelas da esfera celeste. Se observar pelo período de um dia verá que eles se movem à volta da esfera celeste uma vez em cada período de 24 horas.

 

Pulsares e Remanescentes de Supernovas (SNRs)

Os pontos roxos representam pulsares conhecidos, que foram detectados electromagneticamente. Note que estes estão agrupados no plano da nossa galáxia (a Via Láctea), predominantemente no centro da mesma. Pode também notar dois pequenos grupos de pulsares no hemisfério sul celeste. Estes pulsares estão localizados na grande ou pequena nuvens de Magalhães.

Os pontos a vermelho escuro representam os remanescentes de supernovas conhecidos. Estes também estão agrupados perto do centro da galáxia. Remanescentes de supernovas são de particular interesse para caçadores de ondas gravíticas porque algumas destas supernovas podem ter deixado um pulsar ou estrela de neutrões rotativa que produz ondas gravíticas periódicas.

 

Marcador de Busca

O marcador laranja de forma semelhante a uma mira representa a posição no céu que está a ser examinada. A localização também está anotada no canto inferior direito em coordenadas celestes (Ascensão Recta e Declinação). Verá este marcador mover-se de ponto para ponto à medida que a busca progride. Um link será aqui posteriormente afixado para explicar os detalhes de como a busca por ondas gravíticas de uma dada fonte é feita.

Galáxias

Os pontos verdes representam posições de galáxias até 30 Mpc (megaparsecs) de distância. Estas são também potenciais fontes de ondas gravitacionais. (Espera-se que o LIGO seja sensível a distâncias maiores, mas a lista corrente de galáxias disponível na altura só ia até 30 Mpc.) Note-se que as galáxias não estão igualmente distribuídas. Há claramente mais galáxias nesta amostra na direcção de Virgo. A nossa galáxia Via Láctea é aliás parte deste conjunto de galáxias. O conjunto de Virgo é por sua vez parte de um ainda maior 'super grupo' de conjuntos de galáxias. A visualização de galáxias pode não estar ligada por defeito, mas pode ligá-la ou desligá-la com as teclas Ctrl-G.

 

Controlos do Rato e Teclado

Quando os gráficos são mostrados numa janela separada (em vez de no protector de ecrã) pode controlar a sua visualização com o rato e teclado. Para aproximar, afastar ou rodar a esfera estelar pressione o botão apropriado do rato e mova o rato para cima e baixo ou esquerda e direita.

 

Botão do Rato Acção
Direito Aproximar ou afastar
Esquerdo Rodar a esfera estelar
Todos os comandos do teclado são dados enquanto a tecla Ctrl é premida.
Ctrl + Tecla Acção
A Aumenta a velocidade de rotação
Z Diminui a velocidade de rotação
setas Roda a esfera estelar (só em Windows)
B Liga / Desliga a visualização dos Banners (gráficos 'estáticos')
C Liga / Desliga a visualização das linhas das constelações
E Liga / Desliga a visualização do globo interno
G Liga / Desliga a visualização das galáxias
I Muda para a vista 'interior'
L Liga / Desliga a visualização dos observatórios
N Liga / Desliga a visualização dos remanescentes de supernovas
O Muda para a vista 'exterior'
P Liga / Desliga a visualização dos pulsares
R Retorna todas as definições ao estado original
S Liga / Desliga a visualização das estrelas
T Liga / Desliga a visualização da hora GMT
W Muda para a vista do 'mundo'
X Liga / Desliga a visualização de fontes de Raios X
  
Bruce Allen
Dept. of Physics
University of Wisconsin at Milwaukee
David Hammer
Dept. of Physics
University of Wisconsin at Milwaukee
Eric Myers
Dept. of Physics and Astronomy
Vassar College

 


Voltar à página principal do arquivo Pirates@Home

Copyright © 2004 Capt. Jack Sparrow

Ultima revisão: 15/Feb/2005

Traduzido por NeoGen